4 passos para lançar sua loja virtual com sucesso

4 passos essenciais para lançar sua loja virtual com sucesso

Você teve uma ideia brilhante: vender um produto, um serviço ou mesmo um pacote de serviços através da internet. Ótimo, já é um grande começo. Mas aqui é necessário dar um passo atrás e avaliar se a ideia é boa mesmo. A primeira pergunta que você tem que se fazer é: será que existe uma quantidade considerável de pessoas precisando ou querendo comprar aquilo que eu quero vender? Se a resposta for sim, você pode iniciar sua empreitada e abrir uma loja virtual. Parece simples, não? Pois não é. Esteja certo que será trabalhoso, mas esteja certo, também, que trabalho é sinônimo de resultados. E o trabalho duro combinado a otimismo (e um pouco de sorte, que não faz mal a ninguém) pode render resultados incríveis.

1. Montando sua loja virtal

Pense em um nome bem marcante, já que é por ele que sua loja será reconhecida. Escolha uma plataforma de e-commerce que seja simples de configurar e tenha todos os recursos que você irá precisar para começar bem e crescer rapidamente, neste sentido, a melhor e mais barata plataforma do mercado é o Boxloja, e você poderá criar sua loja em 15 minutos sem conhecer nada de HTML/CSS e outras chatices técnicas. Feito isto, é hora de fazer montar a loja virtual e agora você pode começar a cadastrar os produtos que deseja vender. Fotos que favorecem os produtos e sua descrição detalhada são essenciais para que você consiga vendê-los. O template é quem determina a posição do menu, textos e outros elementos da página, por isso escolha com cuidado para que as páginas não fiquem bagunçadas ou muito cheias de informações.

2. Divulgue sua marca

A divulgação de sua loja pode ser feitas de três principais maneiras: por redes sociais, por blog e por SEO. No caso da primeira, é necessário antes conhecer qual rede é a mais utilizada pelo seu público (Facebook, Twitter, Instagram…) para depois criar a página, chamada de fan page, ou perfil de sua loja. Por blogs temos o chamado marketing de conteúdo, praticado por meio de textos que contém informações sobre os produtos e coisas relacionada a eles. Ambas as maneiras têm a vantagem de custarem pouco ou quase nada de dinheiro e serem mais interessante e menos intrometidas que aqueles e-mails que recebemos com promoções, por exemplo. Se atualizado constantemente, os resultados serão fantásticos. Já o SEO – otimização para mecanismo de busca – permite que, quando um internauta digita algo em um buscador como o Google que contenha palavras relacionadas a seu negócio, o site de sua loja virtual apareça entre os primeiros resultados da página.

3. Precifique corretamente

Considerar somente o preço inicial do produto, a mão de obra (em caso de produto artesanal ou serviço) e o lucro não é muito inteligente. Você precisa pensar no quanto irá custar entregar o produto ao consumidor, o famoso frente. Várias empresas, como os Correios, oferecem fretes a preço bem atraente, o que facilita não computá-lo no preço final. Mas a economia no frente pode significar aumento no tempo de entrega, deixando o consumidor insatisfeito.

Que tal colocar essas dicas em prática na sua própria loja virtual?

4. Seja flexível com pagamentos

Débito, crédito, parcelamento, boleto, PagSeguro, PayPal, etc. O ideal é que sua loja ofereça aos clientes diversos modos de pagamento para que eles escolham qual o melhor. Mas todos eles terão um custo a você pois, por exemplo, para aceitar pagamento por cartão de crédito, é preciso um intermediador de pagamento que vai garantir a eficiência e segurança das transações, mas a recompensa será boa: mais segurança para você e mais comodidade para seu cliente.

Gostou dessas dicas? Compartilhe sua experiência conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Envie este artigo para um amigo...

WhatsApp
Facebook
Email
Twitter
Pinterest

Achamos que você vai se interessar também...