Como criar uma loja virtual para vender lingerie

O setor de lingerie ainda cresce em meio ao cenário econômico delicado. O crescimento do mercado de moda íntima foi de 33% nos últimos anos, segundo dados do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI).

Aderir ao mercado, principalmente com a facilidade da internet, é o desejo de muitos empreendedores que veem no setor uma oportunidade interessante de negócio.

Para ajudar, preparamos este post que ensina como vender lingerie em sua loja virtual. Confira!

Você tem o perfil para o setor?

O mercado de produtos femininos apresenta uma boa receptividade, ou seja, os produtos vendem bastante, sobretudo se houver a abordagem adequada. É importante criar um relacionamento duradouro e inovar sempre que possível, e, dessa forma, conseguir bons resultados mesmo em curtos períodos de tempo. Daí a necessidade de ter alguma familiaridade com o universo da moda íntima.

Além do espírito empreendedor, é preciso ter paciência para conquistar clientes e resultados expressivos. Paciência, essa é a palavra certa para definir o empresário do setor, uma vez que é preciso tempo para criar a confiança e envolver o consumidor.

Ao contrário do que se pensa, os homens também podem investir no setor, contanto que o relacionamento com os clientes seja realizado por mulheres. Isso é necessário porque as clientes podem se sentir desconfortáveis ao serem atendidos por vendedores homens. Apesar disso, o sucesso do segmento como um todo, independe do sexo do empreendedor.

Como vender lingerie pela internet?

Então vamos ao que interessa? Vender lingerie pela internet é um pouco diferente do que outros negócios virtuais. Vamos conhecer as diferenças, oportunidades e abordagens? Acompanhe:

Planeje suas ações

Todo negócio precisa de uma “rota”, um caminho a ser seguido. No segmento de lingeries não é diferente e demanda conhecimento e pesquisa. Dessa forma, é possível conhecer o mercado, estabelecer metas e objetivos, além de determinar como será o modus operandi do negócio.

Existem diferentes modelos de plano de negócio, como Model Canvas. Basicamente, você vai colocar no papel o que tem disponível para começar o negócio, o que será necessário, como você vai vender, entregar e trocar os produtos vendidos. O planejamento é indispensável durante todo o andamento do negócio e não apenas em sua concepção.

Busque bons fornecedores

Você já planejou como vai vender e tomou a decisão que vai mesmo atuar nessa área, então o passo seguinte é buscar fornecedores que possam te atender de acordo com suas necessidades. Em linhas gerais, você deve comprar por um preço menor do que a venda, sendo que essa venda deve ser capaz de cobrir seus custos e gerar lucro. É importante ressaltar que preço não vai atrair seus consumidores se os produtos não forem de qualidade.

Forme seu portfólio

Uma loja virtual de lingeries precisa oferecer peças que agradem ao público. Há a possibilidade de focar em um nicho mais específico ou ser mais abrangente, oferecendo peças para diferentes perfis, idades e preferências.

Independentemente da escolha, é indispensável ter um estoque e renová-lo sempre que possível. Formar o portfólio e estoque vai depender de muitos fatores como preferência do público, tendências, preços de revenda, entre outros que serão definidos ao longo da estratégia. Daí a necessidade de elaborar um plano de negócio bem estruturado.

Escolha uma plataforma fácil de administrar

Já decidiu que vai vender pela internet? Tudo bem, agora vamos às possibilidades: você pode vender pelas redes sociais, mas, para aumentar a abrangência e credibilidade, vai precisar de uma plataforma de loja virtual para cadastrar seus produtos, configurar as formas de envio, meios de pagamento, promoções, etc. É essencial que a plataforma também seja fácil de usar e configurar seus recursos, gerenciar as vendas e facilite o relacionamento com o seu público.

Que tal colocar essas dicas em prática na sua própria loja virtual?

Tenha um layout atraente e funcional

O layout de sua loja virtual precisa ser bonito, mas também precisa ser intuitivo e funcional. Ou seja, seus clientes precisam encontrar facilmente o que precisam. Entre os pontos que precisam de atenção estão:

  • Letras grandes;
  • Menus bem estruturados;
  • Promoções em destaque;
  • Barra de busca visível; e
  • Filtros de busca (maior e menor preço, tamanho, etc).

Seja o mais claro possível

Suas clientes não poderão pegar e provar suas peças. Por isso, os produtos devem conter informações claras e precisas, além de fotos nítidas (preferencialmente com modelos vestidas com as peças).

Crie um pequeno texto descritivo para seus produtos e aproveite para inovar na apresentação dos produtos.

Determine as formas de pagamento

Você já tem o que vender, uma plataforma e um layout interessante. Agora é o momento de definir as formas de pagamento. Basicamente existem duas formas interessantes para lojas virtuais:

  • Intermediadores de pagamento; e
  • Integração direta com as operadoras.

Quem está iniciando tem como opção mais adequada os intermediadores de pagamento. São empresas especializadas no processo de pagamento, capazes de aceitar as principais formas disponíveis, com cartões de crédito e débito, boleto, bitcoins, entre outras.

A vantagem dos intermediadores é a análise antifraudes que eles realizam. O que reduz as possibilidades de fraudes como uso de cartão clonado ou dos dados de terceiros.

Invista em marketing digital

Você também pode investir em marketing tradicional, mas, por se tratar de um negócio no meio virtual, nada mais justo do que utilizar uma abordagem específica. O marketing digital inclui metodologias, técnicas e ferramentas para aumentar a interação com os consumidores.

Entre elas, é possível destacar o SEO – Search Engine Optimization – para atrair os usuários pelo conteúdo, assim, quando ele fizer alguma pesquisa nos buscadores, poderá encontrar o conteúdo que você produziu. Além dele, é possível investir em anúncios nos buscadores e nas redes sociais, desenvolver um hotsite, e-mail marketing e etc.

Utilize as redes sociais

As redes sociais são muito interessantes para alavancar os resultados de uma loja virtual de lingerie. Ela permite divulgar seus produtos, conversar com o consumidor, resolver seus questionamentos, pesquisar por tendências e concorrentes, estudar o comportamento do consumidor, entre outras ações.

É importante avaliar quais as redes sociais mais adequadas para o negócio e mensurar os resultados. A maioria delas oferece a possibilidade de saber quem visitou sua página, quando, onde e quais suas interações. Dessa forma, é possível saber quais publicações trouxeram mais visibilidade e retorno. O mesmo serve para as demais ações envolvendo marketing digital.

Crie um relacionamento sólido com os clientes

relacionamento com as clientes é o ponto de partida para gerar novas vendas. Criar laços de amizade com elas, conhecendo seus problemas e necessidades (sem invadir a privacidade) fará com que elas te indiquem para novas clientes, o que ajudará na formação de sua rede.

Lembre-se de que quanto maior for o nível de interação, maior será o seu poder de influência em relação à decisão de compra do cliente. No mais, esperamos que essas sugestões de como vender lingerie na loja virtual tenham sido úteis. Comente e nos conte suas experiências e expectativas com a venda de lingeries!

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Envie este artigo para um amigo...

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Achamos que você vai se interessar também...

Consultoria grátis

Receba semanalmente as dicas dos nossos experts em comércio eletrônico.

Prometemos nunca enviar SPAM.