Vai criar loja virtual? Pare de acreditar em 6 mitos

6 mitos que você deve parar de acreditar antes de criar sua loja virtual

O consumidor cada vez mais adere às compras online por diversos motivos, como conforto, diversidade de produtos, agilidade na compra etc. Por isso, as empresas têm buscado criar loja virtual e oferecer essa opção para seus clientes.

No entanto, mesmo com tanta informação disponível na internet, algumas organizações ainda acreditam em verdadeiros mitos, o que acarreta em atraso na implantação das lojas virtuais.

Desde orçamentos caros e complexos até erros de planejamento e precificação; muitos são os fatores que emperram o lançamento e o sucesso da loja virtual. Para que a sua empresa não caia em contos de fadas, nós criamos este artigo. Confira os principais mitos das lojas virtuais!

Mito 1: Criar loja virtual é muito complexo

Nos anos 90, realmente era muito difícil criar uma loja virtual. Mas a tecnologia avançou muito, e hoje é muito mais fácil implantar um e-commerce. Isso significa também que pequenas empresas podem implantar lojas virtuais, ao contrário do que muitos pensam. Há diversos templates e recursos para todos os bolsos e necessidades.

Mito 2: Acreditar que todo o seu esforço deve focar apenas na construção do site da loja virtual

Talvez este seja, inclusive, o equívoco mais comum para muitos vendedores online: acreditar e focar todos os esforços apenas na criação da loja virtual. Muitos realmente acreditam que basta criar as páginas dos produtos, disponibilizar as formas de pagamento, integrar o carrinho de compras e pronto! A loja está completa e disponível para começar a vender!

O site, na verdade, é somente uma parte de um plano de negócios total. Isso significa que você deve encará-lo como apenas mais uma ferramenta que tem de trabalhar em sinergia com os outros, a fim de ter sucesso neste mercado altamente competitivo que é o comércio eletrônico.

Digamos que a construção de um site para a loja virtual é a parte mais fácil do seu empreendimento. A parte crucial que determinará o sucesso ou o fracasso do seu projeto são as seguintes ações, entre outras:

  • Investigação aprofundada de tendências de mercado e análise das tendências atuais;
  • Análise de riscos potenciais;
  • Entendimento dos desejos e as motivações dos clientes;
  • Definição de um marketing eficiente e boas estratégias promocionais;
  • Integração de recursos inovadores de lojas virtuais;
  • Fornecimento de um excelente suporte ao cliente.

Como visto, para que o seu empreendimento online venha a ter sucesso, há muitas questões que devem ser consideradas.

Mito 3: É só lançar o site que o cliente vem

Outro grande equívoco de um empreendedor online. Muitos acham que o tráfego (acessos) de um site começa assim que ele é lançado — e que os clientes já vão imediatamente começar a comprar já no primeiro dia. Site lançado, agora é só sentar, relaxar e ver o dinheiro chegar.

Por mais atraente que seja sua loja virtual, ela começará a ter acessos e, principalmente, vendas após um bom esforço de marketing; principalmente marketing digital. E isso é uma das grandes falhas dos empreendedores digitais novatos.

A maioria dos comerciantes que migram do offline (loja física) para o online não conhece as ações necessárias para atrair tráfego e clientes para a sua loja.

Ao contrário de “tráfego” para as lojas físicas tradicionais, o online requer estratégias de marketing inteligentes e esforços a fim de gerar mais perspectivas para o seu mercado. Muitos novos comerciantes digitais torcem o nariz para a criação de blogs, por exemplo, e acabam se frustrando quando percebem que as vendas não acontecem.

Portanto, antes mesmo de lançar o site da sua loja virtual, você deve entender como o seu consumidor se comporta na internet.

Mito 4: Colocar o máximo de informações sobre o produto vende mais

Não é a quantidade que importa, e sim a qualidade! Os internautas são fugazes e, se você disponibilizar uma enciclopédia na descrição de seus produtos, o que você obterá é a fuga de clientes do seu site.

Que tal colocar essas dicas em prática na sua própria loja virtual?

Isso não significa que você deve reduzir ao máximo as informações. O que deve ser feito é um planejamento consistente de conteúdo para despertar interesse e levar o comprador ao próximo estágio da venda.

Dedique um bom tempo para pensar como você apresentará esse produto ao seu potencial comprador online. Quais as informações que merecem destaque e despertarão o interesse do cliente. Faça descrições simples e persuasivas.

Caso o consumidor necessite saber mais, disponibilize as informações em links, menus dropdown ou o envie para sua equipe de suporte. E caso seus produtos vendam pelas informações técnicas, como notebooks e outros produtos de informática, por exemplo, coloque pdfs e manuais para download.

Mito 5: Os clientes são principalmente atraídos por preços baixos

Outro mito popular não apenas para lojas online como para qualquer empreendimento: a baixa de preços impulsiona as vendas. Um conceito básico do marketing é que preço é diferente de valor. O cliente comprará determinado produto se ele acreditar que o valor percebido da mercadoria está de acordo com o preço estabelecido.

Deve-se trabalhar a psicologia do consumidor para que perceba que está fazendo um negócio lucrativo. Por exemplo, ele vai pagar mais caro por determinado artigo, porém tem a garantia de que aquele produto vai durar bastante e fornecer a satisfação que ele deseja.

Existem muitos outros fatores que influenciam a decisão final de compra, como a popularidade da marca, o nível de credibilidade do negócio, o suporte ágil, a experiência de compra de outros clientes etc.

E o preço é um desses fatores — mas não o mais importante. Há muitos outros métodos eficientes para atrair clientes e aumentar suas vendas, como descontos sazonais (Black Friday, queima de estoque, programas de fidelidade, cupons de desconto, frete grátis, devoluções gratuitas, serviços VIP, clube de assinatura, entre outros.

É essencial que o cliente associe a qualidade da mercadoria ao preço praticado.

Mito 6: Ter estoque em excesso ou nenhum

Trata-se de outro equívoco, um dos mais complicados, e que gera dor de cabeça. Muitos comerciantes acabam desistindo de abrir sua loja online por acreditar que precisam fazer um grande investimento em estoque — e por medo de ter prejuízo com ele. Na realidade, não há a necessidade de um grande estoque. Basta apenas planejar de acordo com as vendas e a procura.

Há também quem não tenha estoque nenhum ou não trabalhe com produtos a pronta entrega. Principalmente para lojas virtuais que estejam começando, um dos fatores mais importantes e difíceis de conquistar é uma boa reputação. E ela só vem com uma boa experiência de compras de vários clientes.

Não ter pelo menos um mínimo de estoque pode gerar atrasos e erros, e isso gera grande frustração para o comprador. Não é bom começar com o pé esquerdo, não é mesmo?

Esses são os principais mitos para quem deseja criar loja virtual. Eles acabam gerando prejuízo e até mesmo matando bons projetos. Ter um conhecimento real das necessidades que você terá é o alicerce necessário para se tornar um empreendedor digital.

Gostou do artigo? Então, compartilhe este conteúdo com seus amigos em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

Envie este artigo para um amigo...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest

Achamos que você vai se interessar também...

Consultoria grátis?

Receba semanalmente as dicas dos nossos experts em comércio eletrônico.

Prometemos nunca enviar SPAM.