6 dicas para quem está pensando em criar uma loja virtual de calçados

Mesmo em tempos de economia desacelerada e crise em vários setores da indústria nacional, os varejistas têm pouco, mas válidos motivos para comemorar, principalmente os do setor calçadista. Com a queda nas vendas, a indústria de calçados tem que se renovar e abusar da criatividade para alavancar as vendas.
Segundo dados do IBGE, mesmo com o pessimismo do setor e queda tanto no nível de produção quanto no nível de emprego, de janeiro a novembro de 2014, o faturamento cresceu 4% quando comparado ao mesmo período de 2013.
Este dado, muito mais que trazer otimismo, mostra o quanto o setor calçadista é importante para a indústria e principalmente para o comércio, que emprega mais pessoas.
Por isso, mesmo em um cenário não tão otimista é preciso que os varejistas calçadistas acreditem e invistam em seu negócio. E uma ótima maneira de fazer isso, aumentando o lucro e minimizando os riscos, é através de um E-commerce de calçados. E ninguém melhor que o Boxloja, referência quando o assunto é criação de comércio eletrônico, para te ajudar nesta tarefa.

Expandindo os negócios

As lojas físicas são vitais para todo e qualquer negócio. Mas quando essas lojas físicas passam a atender também pela internet, várias vantagens surgem: o alcance geográfico da loja aumenta, tornando possível a venda de calçados para qualquer parte do país; a loja fica aberta 24h por dia todos os dias, trazendo maiores chances de vendas; os consumidores têm mais comodidade, já que não precisam sair de casa para fazer as compras; e, talvez a faceta mais interessante de uma loja virtual: é mais fácil tornar-se empresa top mind no mercado virtual.

Planejando

Sua loja de calçados virtual deve estar alinhada com sua loja física e seus objetivos. Por exemplo, se você possui uma loja multimarcas, é mais interessante ter este ou outro tipo de loja virtual (como uma franquia ou mesmo um atacado)? Além disso, independente do tipo de loja escolhida, ela deve ter um sólido plano de negócios, de modo a diminuir as margens de falha.

Que tal colocar essas dicas em prática na sua própria loja virtual?

Montando a loja

Ninguém melhor que você, comerciante calçadista, para saber o quanto o visual é importante. No entanto, sua loja virtual de calçados não deve possuir apenas recursos visuais, como várias opções de layout e cores. Ao escolher a plataforma de sua loja é necessário levar em conta:

  1. Entrega: as formas de entrega têm que ser flexíveis e o frete deve ser calculado automaticamente;
  2. Administração de pedidos: frete grátis para preços determinados, descontos progressivos, atendimento durante a compra: todas são ótimas estratégias para alavancar as vendas. Mas fazer isso manualmente leve tempo e pode ser complicado. A plataforma deve facilitar tais tarefas;
  3. Formas de pagamento: é muito importante que a plataforma disponibilize várias formas de pagamentos, como boleto, cartão, PayPal e mesmo boleto carnê;
  4. Cadastro de produtos: cadastrar produtos é mandatório em uma loja virtual, pois ela sempre deve conter novidades. Mas isso pode gastar muito tempo. Opte por uma plataforma que possibilite upload simultâneo de fotos;
  5. Relatórios: sua loja começou a vender. Para quais cidades/estados você mais vende? Que tipo de calçado mais sai? Qual o modelo destes calçados? Essas informações são vitais para planejar campanhas eficazes, mas consegui-las uma a uma pode ser um verdadeiro sacrilégio. A plataforma deve gerar relatórios com este tipo de informações automaticamente;
  6. Suporte: por melhor que a plataforma seja, está sujeita a falhas. Por isso é tão importante contar com um suporte ninja, sempre disponível e ágil na resolução de problemas.

Agora que você já sabe os pormenores de como montar um loja virtual de calçados, que tal colocar este conhecimento em prática? Com um investimento inicial relativamente baixo é possível começar a criação de uma loja virtual de calçados. Amplie ainda mais seus negócios e torne-se referência em seu setor.

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta

Envie este artigo para um amigo...

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Achamos que você vai se interessar também...

Consultoria grátis

Receba semanalmente as dicas dos nossos experts em comércio eletrônico.

Prometemos nunca enviar SPAM.