Remarketing: o que é e como aplicá-lo na minha loja virtual

Remarketing: o que é e como aplicá-lo na minha loja virtual

Você pode não saber o que significa remarketing mas certamente já passou pela experiência de visitar um site para efetuar uma compra ou pesquisar sobre um assunto — digamos, o último disco de seu artista preferido — e algum tempo depois se deparou com um anúncio relacionado à sua pesquisa.

O remarketing, ou retargeting como é chamado pelos concorrentes do Google e seus afiliados, é o nome que se dá a esse rastreamento do usuário e que exibe anúncios do Google Adwords ou plataformas de outras empresas como AdRoll, Re Targeter, FetchBack e Facebook Ads.

Se usado de forma estratégica pode produzir excelentes resultados na taxa de conversão da sua loja virtual.

Continue lendo para entender como funciona essa ferramenta e se beneficiar dela o máximo possível.

1. Como funciona o remarketing?

Conforme apresentamos na introdução, o serviço de remarketing rastreia o visitante do seu site a fim de averiguar como foi a visita, para que você possa reforçar a publicidade de um determinado produto ou mesmo de um conteúdo do seu site.

As plataformas de remarketing “carimbam” o computador do visitantes por meio de cookies que passam a acompanhar suas navegações. Geralmente, o período de rastreamento costuma durar 30 dias, variando de acordo com cada campanha e plataforma.

Para utilizar essa poderosa ferramenta, você deve instalar uma tag (código) na página de seu site, que servirá como guia para esses serviços de rastreamento ao acompanhar o consumidor e expor anúncios do seu produto.

Abaixo listamos as duas principais formas de remarketing, tendo como referência o Google AdWords:

  • Rede de Pesquisa. Expõe anúncios de texto nas páginas de resposta do Google e mecanismo de busca parceiros;
  • Rede de Display. Insere anúncios gráficos em diversos sites e plataformas, tanto do Google como de sites parceiros por meio do Google AdSense.

O Google AdSense é um programa de afiliados que permite que outros sites disponham anúncios do Google em suas próprias páginas. Assim o alcance vai além dos sites do Google, mas também em outros que você esteja navegando e sejam parceiros dele.

As demais plataformas de retargeting seguem uma lógica parecida e tudo dependerá de como você montará sua estratégia de marketing na hora de escolher entre uma e outra. Avalie as diversas possibilidades e as integre com um bom planejamento. O remarketing aplicado isoladamente não produz grandes efeitos.

2. Por que o remarketing é importante?

O número de visitantes que vão ao seu site, enchem o carrinho de compras e o abandonam certamente não é pequeno. Maior ainda é a quantidade de usuários que acessam sua loja e apenas olham produtos diversos, mas nem chegam a clicar no botão de adicionar ao carrinho.

Grande parte dessas pessoas estão apenas cogitando adquirir um determinado produto ou serviço, seja por estarem indecisas ou curiosas com o preço, qualidade e demais atributos da oferta. As razões podem ser várias e o remarketing vem justamente para dar aquela forcinha e lembrar o usuário que ele pode contar com você para a finalização da compra.

Existem duas estratégias importantes que farão esse lembrete ainda mais poderoso na jornada de compra, são elas:

Que tal colocar essas dicas em prática na sua própria loja virtual?

  • link direto. Não desperdice o tempo do usuário nem o irrite fazendo com que o anúncio do seu produto não o leve diretamente à página de compra;
  • oferta. Se o visitante chegou a colocar o item no carrinho e quase efetuou a compra, pense em gerar anúncios com ofertas de descontos e cupons. Isso o fará pensar melhor e o incentivará a concluir a transação.

3. De que maneiras posso aplicar o remarketing?

Uma das melhores dicas sobre implementação de remarketing é justamente a possibilidade de combinar diferentes estratégias. Se você optar pelo Google AdWords, por exemplo, nada impede que dedique parte de seus investimentos ao Facebook Ads — que também podem ser direcionados ao Instagram, ambos propriedades de Zuckerberg.

O importante é você conhecer bem o perfil do seu visitante e identificar em que ponto do funil de vendas ele está. Uma das questões cruciais de sucesso de uma boa estratégia de marketing é justamente agir na hora certa com o propósito adequado à necessidade do cliente.

Não adianta querer empurrar um produto para o cliente se ele ainda não está disposto a efetuar a compra. Aliás, em casos como esse, o remarketing ou retargeting pode ser visto negativamente por seu lead e atrapalhar a jornada de compra do consumidor.

É preciso entender que o remarketing é muito mais que mera publicidade saltando aos olhos do usuário, por isso, seja estratégico com os anúncios.

4. Como otimizar minhas estratégias de remarketing?

Deixamos a melhor parte para o final e devemos considerar que nem sempre um bom remarketing envolve investimento em anúncios pagos, seja no Google AdWords ou qualquer outra plataforma.

Segundo dados do Portal E-Commerce Brasil, a taxa média de conversão em lojas virtuais no país é de 1,6%, um dado bastante alarmante para quem sabe da importância do marketing digital no sucesso e lucratividade das empresas.

Por isso, investir em anúncios pagos e apenas esperar que tudo dê certo ao final é a pior das estratégias para quem busca assertividade no remarketing. Conforme dissemos anteriormente, é necessário considerar o funil de vendas e combinar diferentes recursos dessa poderosa ferramenta para obter resultados efetivos.

Uma das melhores alternativas a serem consideradas é certamente o e-mail marketing. Por meio de landing pages (páginas de conversão) no seu site ou um simples cadastro de nome de usuário, você pode facilmente ter o contato de seu lead e estabelecer um canal mais dinâmico e personalizado de comunicação, do que os anúncios espalhados pela rede virtual.

Vale lembrar que no contexto atual, personalização é a palavra-chave da transformação digital e, quanto mais você procurar entender às necessidades do consumidor para melhor atendê-lo, mais longe ele irá no funil de vendas.

O contato via e-mail abre ainda possibilidades de negociação e de vendas que um anúncio simplesmente não consegue oferecer ao usuário. Procure “cercar” o consumidor da maneira mais inteligente possível, os profissionais ligados ao Inbound Marketing sabem bem o valor disso.

Agora que você compreendeu o que é o remarketing e como aplicá-lo na sua loja virtual, não deixe de assinar nossa newsletter. Sempre temos os melhores conteúdos para alavancar seu e-commerce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie este artigo para um amigo...

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Achamos que você vai se interessar também...